No post de hoje saiba quais são as diferenças entre Champagne, Espumante e Frisante.

o-CHAMPAGNE-facebook

De forma prática apresentamos a bebida, seu tipo de uva, país de origem e característica da produção que fazem de cada vinho um vinho diferente do outro.

O Lambrusco, conhecido também como frisante, leva o nome devido a sua uva chamada Lambrusco. É feito na Itália, nas regiões de Veneto/ Emília / Romagna. Sua fermentação na maioria dos casos é feita com injeção de gás e o que faz do frisante um frisante é sua pressão que não supera 3,5 atm. Para conhecimento, os espumantes apresentam a pressão em torno de 6 atm.

Os Espumantes do novo mundo podem ser feitos com as uvas Chardonnay, Pinot Noir, Moscatel, Riesling, Glera e Shiraz. São produzidos no Brasil, na Argentina e no Chile com suas fermentações feitas em tanque de inox.

O Prosecco (espumante) é feito com a uva Glera também produzido na Itália, na região de Veneto. Sua fermentação é mesma que a do espumante em tanques de inox. O prosecco costuma ser mais caro que os espumantes do novo mundo.

Asti, também é um tipo de espumante feito com a uva Moscatel e o seu método de produção leva seu o próprio nome, Asti e tem uma fermentação feita também com injeções de gás. O Asti tem sua produção, controle de qualidade e garantia todos feitos na Itália.

A Cava, outro tipo de espumante, é produzida principalmente com as uvas Macabeo, Xarel.lo e Parellada, sua produção é feita da Espanha e diferente de todos os outros sua fermentação é feita duas vezes, sendo a segunda na própria garrafa.

O Champagne é também um espumante, só que só pode ser chamado por esse nome os espumantes que forem feitos na região de Champagne, na França. Suas uvas principais são Chardonnay, Pinot Noir e Pinot Meunier. Seu método de fermentação foi copiado pela cava e talvez seja esse omotivo da cava ser tão gostosa.

Conseguiu perceber que todos eles tem uma semelhança? 

É chamado de espumante todo vinho que sofre duas fermentações naturais. A primeira é a fermentação alcoólica, comum de todos os vinhos, que transforma o açúcar da uva em álcool e que ocorre em tanques ou barris de carvalho. A segunda, onde o espumante adquire a efervescência, tanto pode ocorrer em tanques de aço inox pressurizados (método charmat) como podem ser feitas na própria garrafa (método champenoise ou tradicional/clássico).

É sempre bom saber, não é?!

Casa Lisboa Bebidas