De fato, a crise mundial afetou o bolso de todos os brasileiros, mas não podemos esquecer que o país passa por um momento de “gourmetização”, ou seja, as pessoas estão pensando cada vez mais sobre a qualidade e o requinte dos produtos que levam à mesa. Por isso, food trucks, pipocas, brigadeiros e, por que não, a vodka começaram a entrar no orçamento frequentemente.

Segundo a Diageo, uma das marcas líderes no país que produz a Smirnoff, vodka mais vendida em território nacional, o brasileiro vem sofisticando seu gosto por destilados e o consumo de vodka no país aumentou 15% em 2014. Um dos principais rótulos consumidos é a Cîroc, cuja garrafa pode custar mais de R$ 100.

Confira a lista das 7 vodkas mais vendidas no Brasil, todas presentes nas prateleiras da Casa Lisboa!

1. Smirnoff – R$ 29,80

31dover-smirnoff_red-shadow320x1000_1__1

 

Ela nasceu coo uma genuína russa, transparente e pura, como toda a boa vodka deve ser. Toda a história começou com o czar Alexandre III, que adorava degustá-la e passou seu gosto para outras monarquias europeias. Hoje caiu no gosto popular e é uma das marcas mais consumidas no mundo.

2. Wyborowa – R$ 49

Wódka_Wyborowa

Wyborowa é uma palavra em língua polaca que significa “excelente”. Só o nome já resume a qualidade dessa vodka saborosa!

3. Ketel One Super Premium 1L – R$ 65,90

926_vodka_ketel_one_1000ml_1

 

Vodka Holandesa, destilada em cobre de alambique com 100 % trigo e filtrada por carvão a granel. É criada em quantidades limitadas, artesanal, para preservar a sua qualidade excepcional. Apenas o coração do destilado, o centro de cada lote, é considerado para ser chamado Ketel One.

4. Absolut – R$ 69,90

file_537e2f041fcc7

 

A tradicional garrafa da Absolut Vodka tem o design de um frasco de remédio sueco do século 18 desenvolvido por Gunnar Broman.  O primeiro protótipo da bebida foi feito em plástico, com gargalo extremamente curto e corpo bojudo, além de tampa feita com metal colorido, o que fugiu da ideia tradicional de selar a bebida com uma rolha.

5. Grey Goose- R$ 98

5953921GG

 

Desde 2009 a Grey Goose organiza o maior campeonato de coquetelaria do Brasil, o Grey Goose Vive La Révolution. O vencedor do campeonato tem a oportunidade de viajar para a França para saber como uma das melhores vodkas do mundo é produzida com as palavras de François Thibault, o mestre da adega, que acompanha todo o processo de destilação e a mistura dos ingredientes.

6. Cîroc – R$ 129

photo_90_537e30642c57f

Diferente das outras vodkas, a Ciroc não é feita com o uso de grãos ou batatas e sim de vinho. Uma vez que o produto destilado atinge 96% de álcool de graduação alcoólica ele não envelhece mais e cumpre todas as qualidades de uma vodka.

7. Absolut Elyx – R$ 119

110554080_1GG

 

Com sabor limpo, fresco, tons florais e textura macia, ela é um ótimo aperitivo e o melhor: está disponível na Casa Lisboa Bebidas!

 

As 5 vodkas mais consumidas no mundo:

Imperia – vodka russa – U$28 

IMP_175WOODBOX_HR

A vodka utiliza uma receita tradicional do século 19 desenvolvida por Dimitri Mendeleev, inventor da tabela periódica, e patenteada pelo governo de São Petersburgo. Para a fabricação desse destilado é usado trigo colhido no inverno diretamente do solo negro dos estepes russos e adicionado água do lago Ladoga, maior lago da Europa. São necessárias oito destilações e filtração em carvão e cristais de quartzo para eliminar impurezas e dar vida ao produto perfeito.

SKYY 90 – vodka norte-americana – U$ 33 

6a00d8345250f069e20120a6a4982b970b-550wi

É comum vodkas baratas darem dores de cabeça no dia seguinte de quem as consomem. Depois de muitas reivindicações de pessoas que sofreram com esse mal estar foi lançada a SKYY90, livre de impurezas e 100% aprovada por consumidores assíduos devido ao seu frescor e sabor impactante.

Jean-Marc XO – vodka francesa – U$50 

5609

Nessa os franceses se superaram: a vodka de conhaque, servida em uma embalagem elegante em forma de balão. O produto interno não poderia ter uma qualidade inferior, são quatro variedades de trigo francês utilizados na fabricação. A garantia de pureza vem das nove etapas no processo de filtragem, ou seja, ela é uma vodka micro-oxigenada e filtrada em carvão. Para complementar o sabor, leva um toque de baunilha.

Ultimat – vodka polonesa – U$55 

image3_left

Com o objetivo de elevar a sua qualidade, a vodka tem proveniência da batata para criar corpo, trigo para dar luz e sutiliza na aparência e centeio para trazer complexidade.

 Xellent – vodka suiça – U$ 37 

88f8e3b373d934ff9239e32c995b5e6d_720x600

Todos sabem que a vodka é uma especialidade russa, mas os suíços também querem dar requinte a uma bebida produzida em um país conhecido pela neutralidade. Por isso, ela é feita a partir de água de desgelo e centeio, triplamente destilada até alcançar a pureza dos alpes suíços.